Ansiedade: Mitos e Verdades

Tratando-se de uma doença com enorme prevalência (estima-se que 1/3 da população adulta manifeste ansiedade patológica em algum momento), a Ansiedade é motivo de muita atenção no nosso dia-dia. Com a pandemia e o excesso de informação ao qual estamos constantemente expostos, torna-se evidente a necessidade de nos informarmos sobre ela e suas consequências.

Sendo assim, quais são os maiores mitos e verdades em relação a essa doença?

1) “Ansiedade é sempre doença.”

A ansiedade está presente em diversos momentos da nossa vida. É uma reação primitiva de “luta e fuga” do nosso corpo a situações que exigem de nós mais atenção, foco, energia, principalmente em momentos desafiadores, perigosos, de apreensão. Nesse contexto ela é recomendável, pois permite que possamos enfrentar essas situações da melhor maneira.
Quais os sinais de que estamos diante de uma ansiedade patológica?
Quando esse sistema se mostra desregulado. A pessoa sente sintomas de ansiedade (como batimentos cardíacos acelerados, suor excessivo e boca seca), além de extrema preocupação em um momento que não é ameaçador ou quando eles se mostram muito exacerbados em relação ao estímulo. Não é normal que se sinta muito ansioso para encontros sociais do dia-dia, por exemplo.
Resumindo: ansiedade precisa ter alvo, ser proporcional e de duração curta. Ocorrendo fora do contexto, sendo desproporcional e permanecendo por muito tempo, deve-se ligar um sinal de alerta, pois há grande chances de o quadro ter se tornado patológico.
Conclusão: MITO.

2) “Ansiedade raramente provoca sintomas físicos.”

É verdade que há muitos sintomas psíquicos, como medo, insegurança, irritabilidade e cognitivos, como desatenção, esquecimento.
Mas também pode causar muitos sintomas físicos como tontura, perda do apetite sexual, respiração curta e falta de ar, dor torácica (podendo ser confundida com Infarto do miocárdio) e dor de cabeça.
Conclusão: MITO.

3) “Ansiedade pode agravar várias doenças.”

A ansiedade é uma doença que funciona muitas vezes como simuladora. Ou seja, a pessoa pode achar que está com problemas em outro órgão mas na verdade o quadro é ansioso.
Além disso ela pode piorar o funcionamento do sistema imune, pois o estresse aumenta a secreção do hormônio cortisol, deixando o corpo suscetível a várias doenças.
Também pode acabar piorando o quadro de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes.
Por isso é necessário que se procure ajuda profissional o quanto antes, para que o quadro não se agrave.
Conclusão: VERDADE.

4) “Ansiedade é o oposto de Depressão.”

Muitas vezes se acha que “na depressão a pessoa fica quieta e na ansiedade fica agitada, então são opostas.”
Entretanto, não é assim que acontece.
No quadro de ansiedade, existe uma pressão pela antecipação dos acontecimentos e do controle das variáveis da nossa vida, causando tensão. Na depressão há um transtorno de humor, com melancolia e dificuldade de sentir prazer.
Muitas vezes as duas doenças andam juntas, onde a pessoa fica tensa e tira conclusões catastróficas, achando que tudo vai dar errado na vida dela.
Isso porque elas têm semelhanças até nos neurotransmissores, como baixos níveis de serotonina, e por isso às vezes o tratamento é parecido.
Sempre lembrando que a avaliação do tratamento medicamentoso deve ser feita por um médico de sua confiança.
Conclusão: MITO.

5) “É possível controlar a Ansiedade apenas com mudanças de hábitos.”

Existem alguns hábitos que comprovadamente combatem a Ansiedade:
Meditação e exercícios de respiração que fazem com que se foque no presente e melhore o ânimo.
Sono adequado.
Conversar sobre os problemas com pessoas que ama.

Evitar ver notícias muitas vezes durante o dia, idealmente separando um pequeno momento para isso.
Exercício físico regular.

Muitas vezes apenas a mudança de hábitos consegue sanar os casos mais leves de ansiedade, além de trazer uma grande melhora na qualidade de vida.
No entanto, apenas o profissional de saúde adequado (médico ou psicólogo) pode classificar a gravidade do quadro.
Conclusão: VERDADE.


Gostou do texto? Curta e compartilhe com quem precisa desse conteúdo.

Acompanhe meu trabalho no Instagram: https://www.instagram.com/luizgcoimbra/?hl=pt-br

Publicado por luizgcoimbra

Sou medico, formado pela Universidade Federal Fluminense e futuro psiquiatra. Em minha prática busco sempre associar conhecimento de outras áreas, como filosofia, ao conhecimento médico para que consiga ver a saúde de forma mais completa. Tenho um gosto especial por leitura, meditação e todas as práticas que envolvem uma vida saudável. Acredito que a comunicação é a nossa principal ferramenta como profissionais e devemos usá-la da melhor maneira para levar conhecimento a todos. Se quiser conhecer melhor meu trabalho, me siga no Instagram: instagram.com/luizgcoimbra

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: