Melanoma Cutâneo

O que é?

Melanoma é um tipo de câncer de pele que se dá através do crescimento desenfreado dos melanócitos, que são células presentes na epiderme que ao produzirem melanina dão coloração a pele. A maioria dos melanomas consegue continuar produzindo melanina, tendo eles, então, uma coloração escurecida. Entretanto, existem melanomas que não produzem melanina, podendo se apresentar na cor rosa ou até mesmo na cor branca.

De acordo com o American Cancer Society, o melanoma cutâneo é o câncer menos comum quando comparado a outros tipos de câncer de pele, entretanto é o mais perigoso porque tem uma maior capacidade de crescer e gerar metástase para os outros órgãos.


Fonte: American Cancer Society

O melanoma pode se desenvolver em qualquer região da pele, porém é mais comum que se desenvolva no peito e nas costas em homens e nas pernas em mulheres. Entretanto, vale ressaltar que o melanoma pode surgir nos olhos, boca, genitália, palmas das mãos, solas dos pés e até mesmo nas unhas, por mais que não sejam locais muito comuns. Assim, caso apareça alguma mancha nova em alguma dessas regiões, procure um médico.

Como evitar?

  • Evitar exposição aos raios UV (sol e bronzeamento artificial, por exemplo)
  • Proteger crianças da exposição ao sol
  • Usar filtro solar
  • Usar roupas com proteção contra raios UV
  • Usar óculos de sol
  • Usar chapéu

Pessoas com melanoma costumam ter histórico precoce de queimaduras solares ou exposições intensas ao sol, embora nem todo mundo tenha este histórico. Isso ocorre porque a exposição precoce ao sol pode danificar o DNA dos melanócitos, aumentando o risco do desenvolvimento de melanoma. Assim, para prevenir a doença é necessário que as pessoas respeitem os itens listados acima.

Como suspeitar de melanoma?

Uma pinta normal geralmente tem cor uniforme e pode ser plana, elevada, redonda ou oval. Depois que ela aparece, costuma ficar do mesmo tamanho, forma e cor por muitos anos, sendo algumas presentes desde o nascimento e outras com o aparecimento durante a infância ou na idade adulta.

Os principais sinais de alerta do melanoma são o surgimento de uma nova pinta ou uma pinta já existente mudar de tamanho, forma e/ou cor.

Uma boa maneira de identificar os sinais de perigo é utilizar o ABCDE, melhor explicado na imagem abaixo.


Fonte: Saúde Novartis

Pesquisa genética de melanoma

O melanoma não é só uma doença gerada por exposição a fatores de risco. Ele também tem bases genéticas. Então, pessoas que tenham um forte histórico familiar de melanoma devem estar mais atentas a qualquer alteração na pele.

Diagnóstico

  • História de exposições a luz solar do paciente
  • História familiar de melanoma
  • Biópsia

Outros exames podem ser pedidos após o diagnóstico quando há suspeita de malignidade como exames de imagem para procurar metástases e exame de sangue afim de dosar os níveis de LDH, verificar a função hepática, renal e hematopoiética.

Tratamento

Quanto mais precoce for descoberto o melanoma, mais provável de ele poder ser curado com apenas uma ressecção cirúrgica. Porém, uma pequena parte, por já estarem em um estágio mais avançado, necessitarão de mais etapas de tratamento como imunoterapia, medicação em alvo ou quimioterapia.

Após o tratamento, é importante que o paciente continue em acompanhamento médico por alguns anos para observar se haverá recidiva ou metástase.

Referências

http://www.cancer.org/content/dam/CRC/PDF/Public/8823.00.pdf

http://www.cancer.org/content/dam/CRC/PDF/Public/8825.00.pdf

Publicado por Jadhe Maillard

Jadhe Maillard Oliveira, 20 anos. Acadêmica do 5º período de Medicina da Universidade Estácio de Sá Membro Fundador da Liga Acadêmica de Cirurgia Pediátrica UNESA (LACIPED) Membro do diretório da Liga Acadêmica de Neurocirurgia UNESA - JU (LiNCES) Membro da Liga Acadêmica de Medicina Integrativa (LAMIN)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: