Leptospirose

A Leptospirose é uma doença infecciosa, aguda e que atinge humanos e animais em todo o mundo. Sendo assim, é considerada uma zoonose causada por uma bactéria, Lepstospira interrogans, transmitido principalmente, aos humanos pelos ratos de esgoto.

O que é

A Leptospirose é uma doença infecciosa e relevante para saúde pública por sua gravidade e disseminação. Essa infecção esta diretamente relacionada com a estrutura social e espacial – locais com ausência ou precário saneamento básico, podendo estar associado também com lugares que ocorrem muitos alagamentos.

Transmissão

O ciclo de transmissão tem início a partir da eliminação prolongada de leptospiras na urina, principalmente, dos ratos.

A infecção ocorre normalmente de maneira indireta, por meio do contato com água ou lama (ou qualquer solo úmido) contaminados e consequentemente a penetração no humano por meio de mucosas ou pele estejam elas feridas ou não. O contato direto com a urina desses animais é responsável por uma menor proporção de infecções.

Por isso, é preciso tomar cuidado em épocas de chuva, principalmente em lugares que o esgoto pode estar exposto.

Relação com atividade profissional

Algumas profissões podem ser consideradas de maior risco pois muitas vezes estão em contato com leptospiras, algumas são:

  • Pescadores
  • Caçadores
  • Veterinários
  • Agricultores
  • Bombeiros

Outros riscos muito relacionados à Leptospirose são: o contato com enchentes, inundações (águas ou umidades contaminadas em geral), ingestão de água e alimentos contaminados.

Portanto, evite andar descalço ou de sandália em lugares úmidos desconhecidos ou com possível chance de contaminação.

Sinais e sintomas

É possível dizer que seus sintomas são inespecíficos e há relatos de casos assintomáticos, ou seja, nenhuma ocorrência das manifestações abaixo. Em geral, os sintomas aparecem em torno de 10 dias após a infecção. Os casos sintomáticos podem ser graves e, algumas vezes, fatais se não forem tratados.

  • Febre alta
  • Dor muscular
  • Dor de cabeça (normalmente panturrilha)
  • Vômitos
  • Cansaço
  • Calafrios
  • Diarreia
  • Icterícia (alguns casos)

Portanto, se você entrou em contato com algum tipo de possível transmissão acima e teve algum desses sintomas, entre em contato com seu médico ou procure o posto de saúde mais próximo.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico pode ser dividido em duas etapas: primeiro pela clínica e exames físicos, sempre avaliada e feita por um médico – provavelmente acompanhados por exames inespecíficos para o caso (exemplo: exame de sangue); e a segunda exames específicos buscando a presença da leptospira de forma direta ou indireta (exames de cultura, líquor, PCR).

O tratamento em geral é feito por antibióticos, podendo variar entre fases precoces e tardias de identificação da doença. Porém, em alguns casos mais graves órgãos podem ser acometidos e o paciente precisar de tratamentos específicos.

Diante desse conhecimento, é muito importante procurar um médico ou o posto de saúde mais próximo para maior informação e diagnóstico correto para que haja o melhor tratamento, de forma mais adequada.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: